Dê Ouvidos


Sete cadeiras com assento de palha escura e encosto com trama de junco. Uma sala cercada por olhares infantis que brilham junto com as palavras soadas no ambiente. No centro, sapatos rasteiros, roupas leves, saias de algodão por cima da meia-calça que deixa à mostra as veias das pernas já escuras pelo tempo das artistas que ali dominam a cena.

Ao redor, crianças com desejo de aprender, de acrescentar à pequena bagagem algo que as experientes viajantes carregam consigo. As artistas são sete senhoras que com a ajuda da orientadora teatral Samantha Calsani encantam o lugar. Reunidas pelo projeto “História da Gente”, um programa de educação para a cidadania, elas contam experiências vividas em Ribeirão Preto, cidade a 319 quilômetros da capital paulista.

O projeto começou em 2003, por iniciativa da fundação palavra mágica. Nos anos anteriores, mais pessoas fizeram parte do grupo de contadores de história, inclusive homens. Mas foram essas sete mulheres que se firmaram desde 2005 e permanecem até hoje encantando, a cada ano, cerca de duas mil crianças da 2ª a 4ª séries, do Ensino Fundamental de 20 escolas públicas do município.

Tudo começa com a montagem de pequenas bibliotecas nas salas de aula para facilitar o acesso ao livro e o estímulo à leitura. Os livros do acervo têm como temas a história da cidade, noções de cidadania, participação social e identidade pessoal e local. Os professores atuam como agentes de leitura e da produção escrita, por meio de oficinas com apresentação, discussão e orientação de como desenvolver o projeto em sala de aula. Depois há o encontro com as contadoras de histórias.

 Uma das contadoras é a aposentada Maria Aparecida, de 71 anos. As mãos enrugadas trançam os movimentos das histórias, enquanto os cabelos grisalhos simbolizam a verdade contada de maneira doce e articulada no tempo em que o barulho de cascos de cavalos podia ser ouvido em qualquer ponto da cidade. Cidinha, como é conhecida pelo grupo, com meiguice, deixa as crianças impressionadas. Ela conta que com sete anos tinha que cozinhar, limpar a casa, cuidar dos três irmãos mais novos e ainda, no final de semana, ajudar a mãe a fazer salgados que eram vendidos. “A vida não era fácil, moçada, mas eu não posso reclamar. Foi com a minha mãe que aprendi a fazer os melhores salgados e fiquei muito conhecida na cidade por isso”.

E quem é que hoje sairia correndo do cinema quando visse um trem passando na tela? Foi essa a reação que Ademilda, de 80 anos, teve quando foi pela primeira vez assistir a um filme americano. Ao ver uma locomotiva na “telona” deu uma corrida que até rasgou o seu vestido. De maneira alegre e contagiante a ex-comerciante enche de brilho os olhos das crianças. Aline Dias, de oito anos, está atenta. Quando as senhoras começam a falar, ela pega um pequeno caderno de brochura vermelho e faz as suas anotações. “Quando eu chegar em casa, vou passar as melhores histórias para o meu diário e quem sabe eu escreva um livro”, diz ela entusiasmada.

E é isso mesmo que acontece – uma publicação em forma de livro dos melhores trabalhos (desenhos e redações) produzidos pelos alunos participantes e escolhidos através de um concurso interno nas escolas. O lançamento da coletânea é realizado, no encerramento do projeto nas escolas, com a presença de pais, professores e autoridades locais.

Histórias que mexem com o imaginário e com o semblante dos pequenos ouvintes que acompanham os diferentes relatos de uma época em que a cidade ainda era pacata. “Agora os carros e a poluição tomam conta” – reclama uma das mulheres. A “contação” de histórias provoca gostosas risadas que ficam pelo ar e deixam o ambiente aconchegante, como um chá da tarde em que nos reunimos com nossas avós.

Ao compartilhar momentos, leituras e vivências, estabelecendo uma relação mais estreita entre narrador e ouvinte, o Projeto incentiva o hábito da leitura e promove a valorização da cidadania.

By Bruna Luchini

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s